GM Centers Logo

SDA Logo SDA Logo SDA Logo

Hinduísmo

Há três religiões principais que começaram no subcontinente da Índia e são encontradas em todo o mundo hoje.
  • O maior grupo são os hindus com quase 1 bilhão de adeptos em todo o mundo, a terceira maior religião do mundo;
  • Os sikhs são encontrados em todo o mundo com quase 27 milhões de adeptos, mas estão mais concentrados em Punjab, um estado no noroeste da Índia;
  • Os jains constituem um grupo menor encontrado principalmente na Índia com cerca de 4,6 milhões de adeptos.

Hinduísmo

Existem duas categorias principais nas
quais a maioria dos hindus se enquadram:

  • Os hindus filosóficos estão preocupados primariamente com questões de filosofia e o significado da existência;
  • Os hindus populares estão preocupados primariamente com os rituais realizados em conexão com uma deidade, tanto no lar como no templo.

Definindo o Hinduísmo

Para entender melhor o hinduísmo, é importante compreender a própria palavra "hinduísmo". Até o séculoXIX, o termo hinduísmo não existia, antes as várias crenças e compreensões sobre Deus e a vida no subcontinente indiano eram divididas em numerosas seitas ou sampradaya. Foi depois da chegada dos britânicos na Índia que o termo hinduísmo se desenvolveu. Quando os britânicos chegaram, reconheceram muçulmanos e cristãos, mas as muitas outras tradições e práticas que encontraram eram estrangeiras e desconhecidas. Muito tempo foi dedicado a ler textos antigos e traduzi-los para o inglês ou para outras línguas europeias, o que passou a ser conhecido como o estudo do orientalismo. Os orientalistas europeus desenvolveram um termo, hinduísmo", para descrever o que na realidade são muitas religiões diferentes. O termo hindu também está enraizado em bases não-religiosas. Este termo foi desenvolvido a partir do nome de um rio do norte da Índia, o Indus. Era um termo usado para descrever todos os índios, independentemente da base religiosa e tem sido assim por séculos. Por que é importante saber isso? Porque pode nos ajudar a entender melhor que o que hoje conhecemos como "hinduísmo" é realmente muitas formas diferentes de pensar sobre Deus e a vida, e inclui numerosos métodos de prática e filosofia. É melhor tentar entender as várias vertentes em vez de agrupar todas elas em uma chamada “religião”. Não existe um conjunto de crenças sistemáticas, nenhum credo abrangente que todos os hindus aderem, em vez disso, a diversidade é parte do que faz os hindus quem eles são. O hinduísmo, se o termo é usado, provavelmente é melhor entendido como um modo de vida ou cultura ao invés de simplesmente uma religião. Ao mesmo tempo, deve ser lembrado que o pensamento e a prática religiosos são uma parte vital da maioria da vida dos hindus e devem ser considerados em qualquer discussão sobre hindus
ou hinduísmo. Vamos tentar dar uma amostra das várias maneiras de pensar e praticar dos hindus para ajudá-lo a compreender melhor este complexo conjunto de tradições e formas de pensar sobre a vida. “O Grande Banyan não é um símbolo ruim do hinduísmo. Como a árvore, o hinduísmo é uma coleção antiga de ‘raízes’ e ‘ramos’ que representam símbolos variados, crenças e práticas que compõem sub-tradições individuais, que estão todas interligadas de várias maneiras ... Não existe um tronco-fundador, do qual diferentes filiais proliferam. Há, em vez disso, uma variedade em expansão de troncos e ramos. Mas ao contrário do modelo botânico, o Banyan hindu não é uniforme. Em vez disso, é uma rede de variedades, uma sub-tradição distinttiva que sombreia mais ou menos em outra, sendo o conjunto formado uma maravilhosa unidade na diversidade.” Lipner, Julius; Lipner, Julius
(2012-10-02). Hindus: Suas Crenças e Práticas Religiosas (Biblioteca de Crenças e Práticas Religiosas) (Kindle Locations 271-273). Taylor e Francis. dição
Kindle.